terça-feira, 29 de junho de 2010

Everybody's fine

Ontem, fui dispensado do trabalho pra ver o jogo. Só que, para isso, precisei adiar meu almoço pras 15h. Beleza! Cheguei, vi o jogo com os meninos, comi igual um boi e me joguei no sofá. Me recusei a beber depois de um fds de grau alcoólico elevado.
Pra minha sorte, com 4 opções de filmes para assistir, a posição jiboia poderia ser mantida por mais tempo, em companhia das quase escassas vuvuzelas.
Seguindo a sugestão do Gu, coloquei “Preciosa”. Ainda não tinha visto. E achei assim, bacaninha. Acho que esperava mais no final das contas. E ainda tive que ver uma Maryah mais feia do que nunca. Ahuahauha (desculpem, não resisti).
Mas a grande surpresa veio depois:
Sempre fui fã de Robert De Niro, e foi por ele (e pela Drew) que escolhi “Estamos todos bem”. Na minha ignorância, nunca tinha ouvido falar na produção, e pra quem não sabe, é o remake de um filme italiano de 1990 de Giuseppe Tornatore. Adorei o filme. Sutil, mas emocionante. Me identifiquei bem mais do que com a tal Preciosa (ainda bem!). Tô louco pra assistir o original, com Marcello Mastroianni e Salvatore Cascio, aquele moleque inesquecível de Cinema Paradiso.
De Niro como sempre me emocionou bastante e Drew Barrymore está mais linda do que nunca.
O trailer da versão americana não faz jus ao filme, mas vale a dica!





original:



remake

4 comentários:

Wans disse...

Sabe que eu amei Preciosa. Achei tristíssimo sem exagerar no emocional. E Maryah tava ótima, vai!

Eu não conhecia ese outro filme. Gosto muito desses filmes pequenos que falam sobre pessoas.

bjão!

Rafa disse...

Eu adorei preciosa! Achei um soco no estômago. Este outro não conheço, mas vai entrar na minha (longa) lista para ver. Bj

Bia Fontoura disse...

Nunca vi o remake, mas vi o original... agora deu vontade der ver o remake!
Preciosa não vi... ainda... mas também não espero muito não!!
Valeu a dica, Dan!
Abraço!!!

Rodrigo Teixeira disse...

Curioso ficou eu.
Ta na minha lista!
Bela dica, guri. Beijos