segunda-feira, 12 de julho de 2010

Em algum lugar

Visitar o passado, às vezes, é mexer num vespeiro. E este final de semana foi inevitável não vivenciá-lo de novo, o que me deixou num tipo de “estado de espera”. Me senti um pouco desarmado, incomodado. Difícil de entender né? Pois é, pra mim também.
Voltar ao passado deixa meu coração alegre, mas inseguro. Ao mesmo tempo, acho que tenho muita coisa pra resolver por lá.
Tudo isso traz um sentimento estranho, um desconforto, um medo de regredir no que aconteceu na minha vida. De andar pra trás sabe?
Só que pra andar pra frente preciso me permitir voltar. Senão, não vou conseguir me dedicar a nada. Nem à volta ao passado, nem ao futuro.

4 comentários:

Wans disse...

Acho qeu voltar ao passado nunca é bom. Nostalgia me faz mal. Prefiro aquele futuro onde o passado se torna apenas uma lembrança ruim que já passou e não voltará nunca.

bj, Dan

Lívia Komar disse...

Eita! O passado, às vezes, é a chave do futuro...Mas às vezes, precisamos fechar a porta dele sem nunca mais olhar pra trás.
Só vc vai saber qual das alternativas é a certa. Bjocas!!!

Rafa disse...

Voltar as vezes é necessário, mas não para se fixar por lá, para dar orgulho do caminho percorrido desde então, ou então, refazer planos. Sorte aí. Bj

Rodrigo Teixeira disse...

Andei numas de -sem querer - esbarrar com o passado, foi uma sensação gostosa, mas tem que ter os pés no chão pra não pirar.
cest la vie.