quarta-feira, 4 de maio de 2011

Grão

Coração está do tamanho de um grão. Pode ser de areia, de arroz, de feijão. Não seria maior do que isso. Você não deixa ele crescer. Parece que faz com vontade, com intenção. Maltrata meu coração. Poxa, logo comigo que o entreguei, coloquei na sua mão. E feliz, enxerguei um caminho novo, todo iluminado. O pior é que ele estava melhorado. Distraído, deixei que você o pegasse de novo, maltratasse. Pra maltratar e destruir este meu grão, só alguém que não tem coração.



"Forget about the reasons and the treasons we are seeking.
Forget about the notion that our emotions can be swept away.
Forget about being guilty, we are innocent instead.
For soon we will all find our lives swept away..."

11 comentários:

Marisa Watanabe disse...

Agora pode parecer um grão, mas quem te conhece e realmente te ama, vê e sente esse homem de grande coração. Amo!

Wans disse...

Eita grão que sofre, não?

Bjão!

Fred disse...

Bem... se for de feijão, coloca no algodão molhado que em alguns dias ele germina... hehehe!
Bjz!

Paulo Braccini disse...

Eita grão q sofre [2]

Janaína disse...

sem palavras...

Antonio de Castro disse...

ficou tão inocente, tão lúdico.

uma nova faceta?

FOXX disse...

gente, esse texto é seu?
não parece!

inconstanteblog disse...

Ah, que medo que eu tenho de destruir o coração de alguém, como disse lá num dos últimos posts hehehe.



Espero que não destruam o seu tbm. Você questionou o tempo de duração do relacionamento num comentário lá no blog... Peço desculpas por não ter te respondido, é que esta informação estava guardada para o último post da “trilogia” ;)



Xêrinho

Thel. disse...

O mesmo grão que agora parece tão insignificante e indefeso pode se tornar uma árvore, planta ou flor se receber os devidos cuidados. Então cuide bem deste pequeno grão.

Beijo.

melo disse...

eita grão que sofre [3]

o Humberto disse...

Ê sintonia... impressionante, meus amigos blogueiros se fossem meus vizinhos não seriam tão próximos.

No mais, eita graõ que sofre[4].