quarta-feira, 29 de junho de 2011

Animadinho




Chega quarta e o rapazinho aqui já fica animadinho pro fds. Ai ai ai. Como pode?

:D

terça-feira, 28 de junho de 2011

dePUTAda

Copiado na integra de um Jornal aqui da cidade:

"Deputada no RJ defende direito de não contratar gay

Agência Estado

Um vídeo em que a atriz e deputada estadual Myrian Rios (PDT) defende, em discurso no plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o direito de não contratar um homossexual, causou polêmica hoje na internet. Na gravação, da última terça-feira, Myrian, que se define como "missionária católica", pede aos colegas parlamentares que votem contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 23/2007, que inclui a orientação sexual entre as características pelas quais um cidadão não pode ser discriminado, segundo a Constituição do Estado.

O assunto chegou a ser um dos cinco mais comentados do mundo no microblog Twitter, no começo da noite. Ao começar o discurso, Myrian disse que queria deixar bem claro que não é preconceituosa e não discrimina; que prega o amor e respeito ao próximo e, da mesma forma que faz isso, quer também ser respeitada por suas decisões. "Ora, se somos todos iguais, com os mesmos direitos, também tenho que ter o direito de não querer um funcionário homossexual na minha empresa", disse.

E continuou: "Digamos que eu tenha duas meninas em casa, seja mãe delas, e contrate uma babá, e ela mostra que sua orientação sexual é ser lésbica. (Mas,) se a minha orientação for contrária, e quiser demiti-la, não posso. Vou ter de manter a babá na minha casa, cuidando das minhas meninas e sabe Deus se ela não vai cometer pedofilia com elas".

A deputada citou outro exemplo. "O rapaz escolheu ser homossexual, travesti, aí contrato ele para ser motorista da minha casa e tenho dois meninos. Ele começa, então, a vir trabalhar vestido de mulher. Aí eu, como mãe dos dois, digo: 'Opa, não é essa a minha orientação sexual aqui em casa. Aqui eu gostaria que meus filhos crescessem pensando em namorar uma menina, para perpetuar a espécie, como está em Gênesis".

"No momento em que eu descobrir que o motorista é homossexual e poderia estar, de uma maneira ou de outra, tentando bolinar meu filho, não vou poder demiti-lo. A PEC 23 não me permite", afirmou. "Se essa PEC passa e o rapaz tem uma orientação sexual `pedófilo', e a orientação dele é ter relacionamento sexual com um menino de 3 a 4 anos, não vamos poder fazer nada porque ele estará protegido", disse."

Myrian, será que seus filhos já viram as fotos da mamãe deles nua em revistas nos anos 70 e 80? Será que eles sabem que seu esposo na época, Roberto Carlos, comprou o direito das fotos pra ninguém mais ver você peladinha?
Será que eles estariam seguros com uma mãe dessa?
Pensando bem, entre uma mãe que posa nua e outra preconceituosa e ignorante, a segunda opção é muito pior!
#fikadika

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Valsa

Para você, que vai na Parada com o intuito de lutar pelos nossos direitos e brigar pela causa e tem um objetivo de verdade para estar ali, não só pra beijar 15 bocas, ficar pelado e sei lá o que mais, acho bacana dar uma olhadinha nesse video!
Lutar com criatividade é sempre válido!



bom fds povo!

terça-feira, 21 de junho de 2011

Inverno



Amo as tardes de inverno. Aquelas pelas quais podemos caminhar com o sol brilhando, ver a copa das árvores dançando com a brisa e sentir, de tempos em tempos, arrepios surgindo pelas sombras.
Amo as tardes de inverno, em que a luz do dia faz par com o céu azul, limpo e reluzente do interior.
Amo as tardes de inverno, em que a grama, recém seca do orvalho matinal, abre um grande sorriso para qualquer um que por ali passa.
Amo as tardes de inverno, quando sentimos o cheiro do vento gelado que beija nosso rosto.
Amo as tardes de inverno, quando os abraços esquentam muito mais do que exclusivamente o coração.
Amo as tardes de inverno com cheiro de canjica e gengibre, ou de caldo de feijão, que invadem a sala pela porta da cozinha.
Amo as tardes de inverno, quando esquento meu nariz gelado na bochecha alheia, causando gargalhadas em ambas as partes.
Amo, quando elas estão acabando e abrem caminho para a noite estrelada e fria.
Amo porque me dão trégua do calor. Porque me deixam mais disposto e porque me sinto parte do ciclo natural das coisas.
O inverno com suas tardes vem para trazer 'fumaça' que sai da boca, meias coloridas, cachecóis e luvas e com isso me faz sentir um pouco mais criança.
Amo porque o inverno chega para trazer a primavera e para fechar, triunfante, o outono das folhas secas.


Um inverno inesquecível para vocês, queridos amigos.
=]

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Fan Made

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Tempo

Queria ter tempo essa semana.
Queria ter tempo essa raridade.
Queria ter tempo, essa vontade!
Queria ter tempo.

=)


UPDATE -

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Caso sério

Sandwich de gens!
:D

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Sampa

To indo pra Sampa.
Tenho uma programação toda pronta, uma despedida de solteiro com gente de vários cantos do estado. Vamos em turma e por isso não sei se consigo escapar.
Maaaas... se puderem mandar seus telefones pro meu email (dchiaroti@gmail.com), eu juro que tentarei combinar um chopp, um café ou seja lá o que for com o povo da capital!
Só volto domingo!

bjo e bom fds!
=)

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Noite de terça [3]

Minutos de silêncio.
Ele tinha acabado de perguntar pra mim se ele era gay. Confuso não?

- Será que eu sou gay?
- Quê?
- (…)

Ia ficar quieto, mas não me contive:

- Você não sabe se é gay então?
- Meu, com tanta gente nesse show, eu fui ficar amigo bem de um gay?
- Aff! E que que tem? Só por isso se acha gay?
- Não
- ?
- É que as vezes eu fico meio em cima do muro.
- !!!!!

Falando isso, ele ficou completamente vermelho e se refugiou na primeira bunda feminina rebolando ao som de Vida Louca Vida. Se dirigiu até ela e se posicionou atrás, sem esboçar nenhum perigo pra coitada.
Eu já estava querendo contar isso pra todos ali, não estava acreditando. Mas preferi ser solidário a sua dúvida e fiquei na minha. Ele me olhava de canto de olho e de vermelho ficava roxo de vergonha.
Eu fiz um sinal pra ele voltar, e dei uma batidinha no ombro dele, tentando dizer 'relaxa'.
Ele consentiu e ficou quieto por alguns minutos.
O show continuava rolando e a situação foi ficando constrangedora. Ele olha e diz:

- Nossa! Nem sei porque te falei aquilo.
- Relaxa. Seu segredo ta guardado comigo.
- Hmm. Olhando bem, você não é de se jogar fora hein?
- Ahahahaha. Ah tá. Então você tá querendo experimentar?
- (…)

Ele veio, pegou no meu braço com as duas mãos e aproximou o corpo todo do meu. Chegou o ouvido mais perto do meu rosto e disse:

- Fala de novo. Não ouvi!
- Eu perguntei se você quer experimentar.
- (…)

Aí ele puxou meu braço pro seu peito e pediu, mais uma vez, pra eu repetir.

- Você quer ou não quer experimentar?
- Meu...
- (…)

Apertando mais meu braço com as duas mãos ele vai aproximando seu rosto do meu e finalmente, depois de soltar meu braço com quase desdém disse:

- Eu não devia ter fumado tanta maconha!

E saiu, virando as costas e desistindo de experimentar. Pior que isso, colocou a culpa na maconha. E pode?

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Uh Uh Baby!

Sabe o que é swing? Sabe o que é talento?
Dá uma olhada nesse (na época) muleke e descubra!
=)




sexta-feira, 3 de junho de 2011

Noite de terça [2]

E o show começou. Estávamos ao lado da mesa de som, em no meio da esplanada. A galera chegou e, agora, éramos em 8. O vinho já tinha passado da metade da garrafa e o Lobão, de óculos escuro já chegou com um show pesado!
Umas duas pessoas acabaram ficando entre mim e a amiga. Do meu lado direito um cara grande, alto mesmo, magrelo. Ao lado desse cara, um outro que só percebi pela camisa social branca com listras azuis. Pensei: quem usa uma camisa dessa no show do Lobão?
A marofa tomou conta do ambiente.
Eu e amiga competindo sobre a quantidade de vinho nas garrafas como dois idiotas bêbados. Gargalhávamos!
De repente, o tal cara da camisa me dá uma encarada que eu não entendi nada. Dois minutos depois, ele dá um salto pro lado e para na minha frente.
Amiga do outro lado só faz sinal: com as pontas do indicador e do dedo médio, aponta pros olhos e depois pra minha cara. Com leitura labial, entendi: "Tô te vendo."
Eu já estava rindo com aquilo quando o cara se vira e me fala:

- Nossa! Tá cheio de princesa aqui né?
- É?
- Opa! Não ta vendo?
- Não... nem reparei.
- Eu estava em um coquetel e resolvi vir pro show com um objetivo.
- (…)
- Não quer saber?
- Hmm.. qual?
- Pegar 4 mulheres!
- Ahahahahaha!
- É serio!
- E já pegou quantas? O show já tá na metade!
- Nenhuma.
- (rindo por dentro)
- Mas sei lá... desanimei.

Alguns minutos de silêncio, consegui reparar nele a ponto de descreve-lo: Hétero! Definitivamente. Com sua camisa da Lacoste, calça social e sapato de couro, o cara tinha costas enormes. Moreno de pele, peitoral avantajado de quem malha bem, cintura fina e com uns 1,85m pra mais de altura.
Amiga se aproximou, mais bêbada que eu e ergueu a garrafa revelando o fundinho de vinho.

- Vamo matá baby! Ahuahuaha

Eu com toda a cumplicidade do mundo, brindei com a garrafa e matamos! O ritual chamou atenção do cara que virou pra mim e perguntou:

- Nossa! É sua amiga? Que linda!
- É sim! Mas não é pro seu bico não! Ela curte meninas!
- Ah para!
- Sério!
- É! Realmente minhas amigas heteros não viram uma garrafa de vinho assim.
- Oi?
- É coisa de sapa!
- Ou você que tá mal de amiga?

Silêncio. Eu já estava de saco cheio dele e querendo ver se ele vazava disse:

- Aliás, aqui todos somos gays!
- Que?
- É! Todo mundo que tá aqui ó!
- Mentira, você não é gay!
- Sou sim!
- É nada!
- Então tá. Não precisa acreditar.
- (…)
- Que foi?
- Putz, fiquei pensando agora. Será que eu sou gay?
- Quê?

Continua...

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Noite de terça

Dan trabalhando na última terça-feira quando uma amiga chama pelo gtalk.

- E ai? Pronto pro show de hoje?
- Lobão?
- Lobão!

Dan canta na sala de criação:

- “Não dá para controlar, não dá, não dá pra planejar...”

Volta ao Gtalk e confirma.

- O que vamos beber hein? Ontem fiquei com muita vontade de mijar o show todo da Céu! Não quero ficar enfrentando multidão em busca de banheiro.
- Vinho! Uma garrafa pra cada!
- Aff!
- Aff nada! Te pego às 18h baby. ahahahah

Durante a tarde, de Decadance avec Elegance até Vida bandida ouvi todos os grandes sucessos do Lobão. 18h e eu já estava prontinho pro show. (Assim, direto mesmo do trabalho porque na minha idade, se eu for pra casa, fudeu! Ahahaha)
Amiga passa e me pega, no meio do caminho paramos no carrefour bairro para a compra do vinho – chileno – e ela fala:

- Ai, to com fome!
- Eu também e não quero gastar muito na feira
- Vamos comprar uma baguete ali na padaria!
- Vinho e baguete?
- Super finos. Faz de conta que a gente tá mochilando, em Paris! Ahahaha
- Fechado! Vinho e baguete! Ah, não esquece o saca-rolha, não dá pra abrir no dente!

Antes do Lobão, de lambuja, uma apresentação de uma moça da cidade (sapa) cantando Chico na programação do Palavra Cantada (evento da feira em que eles analisam a letra, influências, linguagens subliminares e etc das canções, bem legal).
Sentamos no banco da praça, comemos baguete ao som de Chico e nos dirigimos à Esplanada do Teatro pro show principal.
A banda que abriu foi bem Los Hermanos assim, com direito aos fãs com cabelos desgranhados e muito xadrez!
A garrafa ainda tinha um pouco mais da metade e o riso já saia solto das duas bocas. O show ainda nem tinha começado e eu solto a seguinte frase:

- Sabe, eu queria era um hétero liberal. To cansado dessas bichas todas iguais que não têm nada de novo pra acrescentar pra gente. Quero um hétero!
- Baby, não pede essas coisas que sempre vêm hein? Fica quieto!

Continua...

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Man Down

E não é que fui surpreendido com o novo single da Rihanna?
Uma pegada muito reggae domina a música. O clipe foi gravado todo na Jamaica e é uma homenagem a Bob Marley.
Tá vendo como quando elas querem, conseguem fazer algo que preste?
Palmas pra ela!
:D