segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Les chansons d'amour

esse final de semana assisti, com o francesinho, o filme Les chansons d'amour.
Alguém já viu?

É a história de um cara que vive um ménage à trois (Louis Garrel =) ), uma experiência nova para os três que sofre uma reviravolta. A própria história muda de figura, surgem histórias paralelas e o filme vai te envolvendo. Éum musical extremamente charmoso (me surpreendi porque não gosto do gênero) que discute novos rumos da sexualidade, do amor, da relação entre as pessoas, da morte, da presença e da ausência.

E eu adorei o final!
Vale reservar uma tarde no final de semana pra ver.
E eu ainda tive as músicas cantadas ao pé do ouvido, em francês. ehehehe



Revista

Mais um edição.
Espero que gostem!
:D


segunda-feira, 24 de outubro de 2011

chanson

"Menino vadio... Tensão flutuante do Rio... Eu canto pra Deus proteger-te..."





Quando eu te vejo eu desejo o teu desejo...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Blue Jeans

"...you fit me better than my favourite sweater..."


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Cantoria




Uma singela homenagem a meus queridos amigos. E depois da cantoria de ontem, regada a muito chopp Colorado, tive a certeza que eu não sou ninguém sem eles.

ps: a legenda em espanhol é pra dar um charme. rs.


:D

Sob Medida
Chico Buarque

Se você crê em Deus
Erga as mão para os céus
E agradeça
Quando me cobiçou
Sem querer acertou
Na cabeça
Eu sou sua alma gêmea
Sou sua fêmea
Seu par, sua irmã
Eu sou seu incesto
Sou igual a você
Eu nasci pra você
Eu não presto
Eu não presto

Traiçoeira e vulgar
Sou sem nome e sem lar
Sou aquela
Eu sou filha da rua
Eu sou cria da sua
Costela

Sou bandida
Sou solta na vida
E sob medida
Pros carinhos seus
Meu amigo
Se ajeite comigo
E dê graças a Deus


Se você crê em Deus
Encaminhe pros céus
Uma prece
E agraceça ao Senhor
Você tem o amor
Que merece

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Menino Bonito

Croque monsieur não é mais gostoso do que você. Nem de longe.
E nem me faz lembrar de Rita.
Você adora abrir este sorriso largo com sotaque europeu.
E me derruba quando os olhos ficam ainda menores por conta dele.
E aproveita, pede carinho sem vergonha.
"- Quê? Quê é sem vergonha?"
Faz cara de bobo, achando que não respondo de propósito.
Depois, me chama de "Beau-parleur" e me deixa sem entender como descontasse. E ri.
E se traduz sem mistério.
Vai desbravando meus pensamentos nacionais como se não fosse turista.
E ri de novo, sem dificuldade.
Vai se divertindo quando a gente se atrapalha com a língua. Ou se entende com ela.
Cai nas minhas graças. Eu, nas suas.
E abre os braços, enche o peito e deita esperando, querendo viver de samba.

"Oubliez donc tous vos clichés. Bienvenue dans ma réalité!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Rosa

Hoje é dia de eletrobrega bebê!



Vi no ACHOMODERNO


UPDATE

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Briga

Não me olhe desse jeito.
Se eu pudesse, tirava essa dúvida do seu peito com a mão.
Queria eu ser mais interessante pra você do que qualquer outra coisa no mundo.
Briga difícil de ganhar, ainda mais com todas essas possibilidades te seduzindo.
Eu posso tentar e vou. Com todas as forças.
Mas sei também a hora de parar. Vantagens de não ser mais moleque.
Se eu não ganhar, vou deixar muitos momentos pra você se lembrar.
E quando fizer isso, abra esse sorriso lindo no rosto que eu tanto gosto de ver.


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

La piel que habito