segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Menino Bonito

Croque monsieur não é mais gostoso do que você. Nem de longe.
E nem me faz lembrar de Rita.
Você adora abrir este sorriso largo com sotaque europeu.
E me derruba quando os olhos ficam ainda menores por conta dele.
E aproveita, pede carinho sem vergonha.
"- Quê? Quê é sem vergonha?"
Faz cara de bobo, achando que não respondo de propósito.
Depois, me chama de "Beau-parleur" e me deixa sem entender como descontasse. E ri.
E se traduz sem mistério.
Vai desbravando meus pensamentos nacionais como se não fosse turista.
E ri de novo, sem dificuldade.
Vai se divertindo quando a gente se atrapalha com a língua. Ou se entende com ela.
Cai nas minhas graças. Eu, nas suas.
E abre os braços, enche o peito e deita esperando, querendo viver de samba.

"Oubliez donc tous vos clichés. Bienvenue dans ma réalité!

10 comentários:

Wans disse...

Meu maridão tb parece europeu. Vale???

bjão, Dan

FOXX disse...

caralho!
q lindo!
q lindo!


(L)

Michele P. disse...

Narrativa visual. Com cheiro de afeto.

Lindo! :)

Bjs

Lobo disse...

Nossa, a galera tá caindo mesmo nas garras dos franceses blogosfera afora hahaha

Muito fofo Dan!

Beijo!

Rodrigo disse...

que lindo.
fazendo esse dois e suspirando!

Janaína disse...

UAU! com uma poética assim essa história me ganhou!

Fred disse...

Receber bem o turista é premissa de todo cidadão. Hahahahahaha!

Paulo Braccini - Bratz disse...

Muito gostoso tudo isto ... adorável mesmo ...

bjão Dan

teago de assumpcao disse...

adorei demais a poesia....

Serginho Tavares disse...

Muito, muito lindo!